blog

dicas de saúde e bem-estar

Você sabe o que são escaras? Veja como evitar

Você sabe o que são escaras? Veja como evitar a lesão

Publicado em 01 de Setembro de 2021 por Alba Saúde

A preparação para qualquer evento esportivo requer muito esforço, dedicação e concentração, mas os atletas também precisam ter alguns cuidados específicos para evitar lesões e danos ao corpo.

Nas Paralimpíadas, por exemplo, atletas que usam cadeiras de rodas precisam ter atenção redobrada com as escaras, feridas que surgem em áreas da pele que ficam muito tempo sob pressão.

É importante destacar que essas lesões podem aparecer em qualquer pessoa. Então, se você não conhece ou tem dúvidas sobre as escaras, pode ficar tranquilo que a Alba vem te explicar o que é e como preveni-la.

O que são escaras?

Também conhecidas como úlceras de pressão ou de decúbito, as escaras são um tipo específico de lesões na pele, que variam bastante de tamanho ou profundidade. Elas são causadas pela falta de circulação no sangue em determinada parte do corpo que fica muito tempo sob pressão.

Quando uma pessoa fica mais de 2 horas na mesma posição, o fluxo de sangue diminui e a região que está pressionada (principalmente alguma parte óssea ou cartilaginosa) fica mais suscetível às feridas. Por isso, elas costumam aparecer em locais como o calcanhar, tornozelo, quadril ou cóccix.

Essas lesões são bastante comuns (só no Brasil, a estimativa é de 150 mil casos por ano) e podem atingir qualquer pessoa. Entretanto, é bom ficar atento porque o maior perigo é a infecção que pode ocorres na ferida caso a escara esteja aberta ou não tenha sido tratada da forma correta.

Tipos e sintomas

De forma geral, as escaras são classificadas de acordo com a gravidade dos sintomas e podem ser divididas em quatro estágios:

  • Estágio 1: os principais sintomas iniciais são dor, coceira e sensação de queimação em alguma parte específica da pele , que pode ficar vermelha ou quente.
  • Estágio 2: a região afetada começa a apresentar feridas ou bolhas, e o sintoma mais comum nesse estágio é a dor.
  • Estágio 3: a pele começa a apresentar feridas abertas e é importante ficar atento a sinais como mal cheiro ou pus, que indicam infecção.
  • Estágio 4: é o estágio mais grave da escara e o risco de infecção é maior. As feridas podem afetar tecidos profundos como músculos, ligamentos e tendões; em casos mais graves pode afetar as cartilagens e os ossos.

Em casos em que a pessoa tem falta de sensibilidade em alguma região ou em pacientes internados, é importante redobrar a atenção às partes do corpo que podem estar sofrendo pressão para evitar que a ferida se desenvolva e chegue ao pior nível.

Como prevenir

As escaras podem ser evitadas através de algumas medidas simples:

  • Evitar ficar muito tempo na mesma posição;
  • Usar almofadas ou travesseiros nas partes que ficam sob pressão;
  • Manter a pele sempre limpa e seca;
  • Usar cremes hidratantes recomendados pelo dermatologista;
  • Ficar atento a possíveis sintomas;
  • Ter uma dieta balanceada, rica em nutrientes e proteínas.

É importante destacar que pessoas que apresentam alguma dificuldade para se movimentar podem precisar de ajuda para mudar de posição.

Fique atento aos sintomas e não deixe de procurar um dermatologista. O diagnóstico precoce é essencial para um tratamento mais eficaz e para impedir que a escara piore.

Na Alba Saúde, você encontra consulta com o dermatologista para até o mesmo dia. Entre em contato e faça já o seu agendamento:

📞 Central de atendimento: (21) 3251-8103
💬 WhatsApp: (21) 97211-3993

Cuidar da saúde na Alba vale a pena!