Ginecologia, considerada a Ciência da Mulher, é a especialidade médica responsável por estudar, diagnosticar e tratar questões fisiológicas e patológicas da saúde feminina, especificamente à do aparelho reprodutor (ovários, vagina e útero) e mamas.

Normalmente, o primeiro contato das mulheres com os ginecologistas acontece na adolescência, quando o pediatra não é mais o médico mais adequado para acompanhar e solucionar questões da saúde feminina. Esses profissionais, geralmente, também trabalham como obstetras, acompanhando as mulheres durante o período gestacional e no momento do parto.

Principais doenças ou problemas tratados por esse especialista:

  • Câncer de mama;
  • Câncer nos órgãos reprodutivos (útero, colo do útero, ovários, vulva);
  • Cisto de ovário;
  • Corrimentos;
  • Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs);
  • Endometriose;
  • Infertilidade ou dificuldade para engravidar;
  • Menopausa;
  • Ovário policístico.

Sintomas que indicam que você precisa procurar um ginecologista:

  • Alterações hormonais;
  • Alteração na cor, cheiro e textura das secreções vaginais;
  • Cólicas menstruais fortes;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Dor e secreção nas mamas;
  • Dor ou corrimento vaginal;
  • Menstruação muito abundante ou ausente;
  • Surgimento de um broto mamário doloroso.

Técnicas utilizadas para fazer diagnósticos e tratamentos:

A consulta com o ginecologista pode ocorrer por diversos motivos e ser encaminhada de formas diferentes, dependendo do profissional e da necessidade do paciente. Mas, de modo geral, é dividida em dois processos: entrevista (anamnese) e exame clínico.

Os exames solicitados são feitos como forma de prevenção e, também, para diagnóstico em casos de haver sintomas. Em geral, os principais exames são realizados para analisar a região do canal vaginal e o colo do útero, que auxiliam o profissional a traçar um panorama da saúde íntima da paciente. Os principais são:

  • Colposcopia;
  • Exame clínico da mama;
  • Papanicolau;
  • Ultrassonografia pélvica.

Na maioria das vezes, as doenças relacionadas ao aparelho reprodutor feminino são mais facilmente tratadas se detectadas em seus estágios iniciais. O acompanhamento regular e frequente pode prevenir o aparecimento de diversas doenças ou diminuir os sintomas daquelas que já surgiram e são crônicas, exigindo tratamento prolongado.

O recomendado é que a primeira consulta ao especialista seja logo após a primeira menstruação, mas pode ser que isso possa ocorrer antes, caso a paciente apresentar algum sintoma ginecológico. Depois disso, o ideal é que a mulher vá ao ginecologista, no mínimo, uma vez ao ano, mas outras condições, como início de anticoncepcionais ou tratamentos para o câncer, ovário policístico e menopausa, podem necessitar de consultas mais frequentes.

alba saúde oferece consultas em mais de 40 especialidades médicas com atendimento até para o mesmo dia.

Preço do serviço

10x de

R$11,39

ou

R$ 99,00

no dinheiro ou débito