blog

dicas de saúde e bem-estar

Fuja do bloco das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs)

Fuja do bloco das Infecções Sexualmente Transmissíveis

Publicado em 22 de Abril de 2022 por Alba Saúde

Saiba como se prevenir

Com um segundo Carnaval rolando oficialmente no Rio de Janeiro, muitas pessoas estão curtindo essa época de festa. Entretanto, não podemos deixar a saúde de lado e precisamos ficar atentos às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

O número de casos vêm crescendo no Brasil, principalmente entre os jovens, e o principal motivo é a desinformação. Por isso, a Alba veio falar sobre 5 ISTs muito comuns e como preveni-las.

HIV

O Vírus da Imunodeficiência Humana – também chamado de HIV – é o causador da AIDS e sua transmissão é feita por contato sexual ou sangue infectado.

É importante destacar que ter o HIV não é a mesma coisa que ter AIDS! Existem diversas pessoas soropositivas que nunca desenvolveram a doença, mas ainda assim podem transmitir o vírus.

Por isso, a melhor forma de se prevenir é o uso da camisinha, mesmo no sexo oral, e não compartilhar seringas ou agulhas com outras pessoas.

Vale destacar que a AIDS não tem cura, mas existe tratamento para evitar o seu progresso e prevenir outras infecções. Caso suspeite ter contato com o vírus, realize um teste Anti-HIV.

HPV

O Vírus do Papiloma Humano – também chamado de HPVé a IST mais comum atualmente e, se não receber o devido cuidado, pode causar diversos tipos de câncer.

A transmissão é feita pelo contato direto com a pele ou mucosa infectada, principalmente durante o sexo (seja vaginal, anal ou oral) e até mesmo na masturbação, já que o vírus pode ficar alojado em qualquer parte da região genital.

Na maioria dos casos, a pessoa infectada não apresenta nenhum sintoma, podendo nem saber que está com HPV. Entretanto, ainda assim, é possível transmitir o vírus.

Em casos sintomáticos, o principal sinal é o aparecimento de verrugas na parte externa dos órgãos genitais. Já lesões na vagina ou no colo de útero só podem ser identificadas através do Papanicolau ou colposcopia, e tratadas antes de virar câncer.

O uso da camisinha é indispensável na prevenção, mas ela não impede totalmente o risco de contaminação, já que o vírus pode estar numa região não protegida pelo preservativo. No caso do HPV, a principal medida preventiva é a vacinação.

Clamídia e gonorreia

As duas ISTs são causadas por bactérias, e a forma de prevenção mais eficaz é o uso de camisinha.

Na maioria dos casos, a pessoa infectada não apresenta sintomas. Já nos casos sintomáticos, os sinais mais comuns são dor ao urinar, secreções na vagina, pênis ou reto, irritação na garganta, dor ou inchaço nos testículos e sangramento vaginal após a relação sexual.

É importante destacar que as infecções têm tratamento, que normalmente é feito com antibióticos, porém se não tratadas corretamente, podem causar infertilidade ou complicações na gravidez.

Hepatites Virais

Algumas pessoas podem não saber, mas os diversos tipos de hepatites virais também podem ser transmitidos sexualmente.

De um modo geral, a infecção atinge o fígado, e os sintomas mais comuns são cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Assim como as doenças citadas anteriormente, é comum a pessoa estar com o vírus, mas não apresentar nenhum sintoma, o que dificulta o diagnóstico. Se não tratada corretamente, a infecção pode causar fibrose avançada, cirrose ou câncer no fígado.

Uma das formas de prevenção para os diferentes tipos de hepatite é o uso de camisinha, além de fazer a higienização íntima corretamente e evitar o compartilhamento de objetos que possam entrar em contato com o sangue (como seringas, agulhas, alicate etc.)


Além dessas doenças, existem diversas outras ISTs (como a sífilis e herpes) que podem ser facilmente evitadas. Por isso, reforçamos (mais uma vez) que o uso da camisinha é indispensável em qualquer relação sexual para prevenir as infecções.

Também é válido lembrar que esses cuidados devem ser feitos durante o ano TODO e que a ida regular ao médico é muito importante para o diagnóstico precoce e tratamento adequado.

Na Alba Saúde, você encontra consultas a partir de R$ 79*. Faça já o seu agendamento online ou entre em contato:

📞 Central de atendimento: (21) 3251-8103
💬 WhatsApp: (21) 97211-3993

Cuidar da saúde na Alba vale a pena.

*Consulte a especialidade, unidade e médico