blog

dicas de saúde e bem-estar

Mitos e fatos sobre anticoncepcional

Mitos e fatos sobre o anticoncepcional

Publicado em 26 de Outubro de 2020 por Alba Saúde

O anticoncepcional é um método contraceptivo bastante popular entre as mulheres. Entretanto, ainda existem diversas dúvidas sobre o uso do medicamento, o que pode gerar algumas informações que não são verdadeiras.

Por isso, a Alba separou algumas das mais comuns e veio esclarecer se elas são mito ou verdade!

“Se eu tomar o mesmo medicamento durante anos, meu corpo se costuma e perde efeito?”

Não, pelo contrário. O importante é: se você está se dando bem com a sua pílula, está fazendo o seu controle médico anual e não tem nenhuma contraindicação, você deve continuar com a marca do seu anticoncepcional habitual. Não troque!

“Tomar por muito tempo me torna infértil?”

O objetivo da pílula é impedir que ocorra a ovulação, mas somente durante o tempo em que a mulher utiliza o anticoncepcional. Por isso, ela não afeta a fertilidade.
Na verdade, a pílula anticoncepcional preserva a fertilidade da mulher e diminui os riscos de desenvolver endometriose em alguns casos, cisto no ovário e o aparecimento de mioma e pólipo uterino.

“Pílula causa câncer?”

Não, não existe nenhuma evidência até hoje de que a pílula cause qualquer tipo de câncer. O que existe é uma evidência muito bem estabelecida de que a pílula protege a mulher contra o câncer do ovário e câncer de endométrio. Ao tomar a pílula, a mulher fica protegida também contra o aparecimento de miomas, endometriose, pólipos, cistos no ovário, alguns tipos de infecção e alterações benignas das mamas.

“O consumo de álcool pode fazer a pílula perder o efeito?”

O álcool não anula os efeitos da pílula anticoncepcional. Se a mulher bebeu e não tomou a pílula no mesmo horário como de costume, sua eficácia diminui.
Caso a mulher vomite ou tenha uma diarreia exagerada quatro horas após tomar a pílula, é possível que os efeitos do anticoncepcional sejam diminuídos.
Nestes casos, o recomendado é repetir a dose da pílula caso possua menos de 12h do horário habitual. Outra opção é utilizar a camisinha por até 15 dias depois da falha na tomada dos medicamentos, para evitar a gravidez.
Lembrando, que a camisinha é o único método contraceptivo que evita as infecções sexualmente transmissíveis.

“Posso utilizar qualquer pílula do mercado?”

Não, toda paciente deve ser examinada pelo ginecologista para avaliar o tipo de pílula que combine com seu ciclo e necessidade.

“Utilizar a pílula do dia seguinte potencializa a prevenção?”

Não, a pílula do dia seguinte só pode ser usada quando acontece a falha do método contraceptivo. Não é indicado uso da pílula do dia seguinte como rotina.

A pílula do dia seguinte não é um abortivo, ou seja, ela não impede a gravidez se você já tiver ovulado e tiver ocorrido uma fertilização.

 

Se você já usa ou pensa em utilizar a pílula anticoncepcional, lembre-se que o acompanhamentoc ginecológio é muito importante para te ajudar a decidir se é a melhor opção para o seu caso e para evitar qualquer tipo de problema.

E aqui na Alba, você aproveita a nossa promoção do Outubro Rosa e garante R$ 40 de desconto nas consultas ginecológicas, com ou sem preventivo, durante todo o mês de outubro. Você só precisa seguir a Alba no Instagram e mostrar a postagem do desconto.

À vista:
Consulta ginecológica de R$ 99,00 por R$ 59,00
Consulta + preventivo de R$ 135,00 por R$ 95,00
Parcelado em 10x:
Consulta ginecológica de R$ 113,90 por R$ 73,90
Consulta + preventivo de R$ 155,35 por R$ 109,25

Não perca essa oportunidade! Faça já o seu agendamento online ou entre em contato:⠀
📞 Central de atendimento: (21) 3251-8103
💬 WhatsApp: (21) 97211-3993⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀
Cuidar da saúde na Alba vale a pena! 💕

Informações cedidas pela médica Rachel Sá – CRM 52101992-9/RJ